Dicas Práticas

Como organizar a mudança: durante

Depois de semanas de expectativa e trabalho árduo, enfim chegou o dia da mudança. É hora de substituir o planejamento pela logística e executar os últimos passos antes de virar a chave da sua antiga residência pela última vez.

Se você executou os passos corretos durante a fase pré-mudança, deve estar apto a realizar as tarefas que faltam antes do pessoal dar a partida no caminhão sem grandes dificuldades. Isso não significa, entretanto, que há pouco trabalho pela frente.

Ainda que tudo esteja correndo dentro do cronograma, o dia da mudança é longo e cheio de coisas a fazer — mesmo que você possa acionar um número de braços mais que suficiente para cuidar do pesado e se mantenha apenas na supervisão.

Mas vamos supor que muito do que precisa ser feito competirá a você. No post de hoje, daremos algumas dicas sobre como agir durante a mudança e solucionar os detalhes que faltam para chegar ao próximo check-point: a organização pós-mudança.

Portanto, não deixe de nos acompanhar nessa jornada rumo ao esperado destino: a nova casa (ou apartamento) e tudo o que isso representa. Então, tome um bom fôlego, chame os familiares para aquela última preleção e vamos ao jogo!

Acordar cedo e com disposição

Lembre-se que o dia da mudança será cheio e, inevitavelmente, cansativo. Por isso, ainda que se sinta tentado a realizar a última festinha para se despedir do velho apê, melhor deixar isso para lá.

Até porque, se você cumpriu à risca o seu planejamento anterior à mudança, deve ter deixado quase tudo empacotado, livrou apenas uns poucos utensílios essenciais à última refeição no endereço atual.

O melhor a fazer é preparar um jantar leve e providenciar que todos durmam cedo, para garantir que estejam despertos e dispostos tão logo o dia amanheça. Acrescente um café da manhã reforçado e todos estarão prontos para o que der e vier.

Deixe, portanto, os drinques para quando estiver na residência nova. Ou, então, faça as despedidas com alguma antecedência, para que nada interfira nas tarefas que deverão ser realizadas assim que o pessoal da mudança chegar.

Deixar o caminho livre para a mudança

A depender de onde você está estabelecido, o fato simples de estacionar o caminhão da mudança pode se tornar um processo custoso. Por isso, quanto mais cedo o pessoal chegar, de modo a encontrar uma vaga em local conveniente, melhor.

Inclusive, é importante estudar o melhor dia para realizar a mudança, evitando coincidi-lo com algum evento de rua que possa alterar o trânsito e dificultar o acesso — como, por exemplo, a feira semanal de hortifrúti.

Caso esteja morando em condomínio, não deixe de reservar com o administrador um espaço adequado defronte ao prédio para o caminhão encostar. Além disso, certifique-se de garantir que um elevador esteja liberado para uso do pessoal da mudança, de maneira que não haja atrasos ou mesmo aborrecimentos para os demais condôminos.

Aliás, não esqueça de informar aos vizinhos sobre a operação, a fim de obter anuência e também compreensão. Afinal, por mais cuidadosa que seja, uma mudança sempre gera algum tumulto.

Chamar a turma para ajudar

Em se tratando de uma tarefa braçal como é a realização de uma mudança, quanto mais gente para ajudar, melhor. Além de agilizar o processo, torna-o um pouco mais divertido, caso possamos engajar alguns parceiros nessa empreitada.

Portanto, não fique apenas observando os caras da empresa de frete se esfalfando para descer os móveis escada abaixo. Combine com alguns chegados ou familiares uma mãozinha para, pelo menos, desembaraçar algumas caixas.

Se o pessoal escalado for de bom astral, a tendência é que o trabalho transcorra de modo rápido e prazeroso. Não esqueça de registrar tudo com sua câmera ou celular, para recordar com todos depois, e também não deixe de recompensar a turma mais tarde, com um churras inaugural na casa nova!

Enviar uma equipe para preparar o terreno

Enquanto o povo acomoda a mobília e as caixas no caminhão, convém deslocar uma equipe para preparar o terreno no novo endereço. Isso significa não apenas garantir o acesso livre para o desembarque da tralha inteira como dar uma última geral na casa nova, com vistas a poder colocar as coisas em seus lugares tão logo a mudança chegue.

Entre os locais que merecem atenção cuidadosa estão a cozinha, com seus eventuais armários, e o banheiro. Sendo assim, tenha à mão os produtos de limpeza necessários para realizar a primeira faxina da casa nova.

Ter dinheiro em espécie para evitar contratempos

Parece ocioso recomendar que se tenha dinheiro na carteira para evitar dificuldades durante o processo de mudança, mas acredite: com tanta coisa na cabeça, é comum esquecermos regra tão simples em momentos como esses.

Pense nas vezes em que, às vésperas de algum compromisso, adiou a ida ao banco confiando na infalibilidade dos seus cartões de crédito ou na onipresença dos caixas eletrônicos e se deu mal.

Seja para adquirir miudezas na papelaria da esquina, para retirar um tíquete de estacionamento ou garantir a gorjeta do pessoal da mudança, ter algum valor em espécie é importante. Então, se ainda não passou no caixa eletrônico, faça isso sem demora ou pare no primeiro que encontrar no caminho para sua nova residência.

Tirar um último retrato para lembrar depois

Seja você um nômade, daqueles que não conseguem parar em lugar nenhum, esteja você indo para ficar, convém render o devido tributo à sua — a partir da mudança — antiga morada.

Quantos momentos alegres ou, de alguma forma, inesquecíveis foram vividos ali? Se tiver crianças, elas, com certeza, sentirão um aperto nos coraçõezinhos por deixar o palco de tantas brincadeiras e aventuras.

Sendo assim, antes de seguir rumo ao próximo (e talvez definitivo) destino, não esqueça de posar a família toda e tirar uma bela fotografia da velha casa. Depois, garanta um belo porta-retratos para ela.

Agora, sim, vocês estão prontos para iniciar uma nova e empolgante etapa! Ainda haverá muita coisa para se fazer quando o caminhão chegar ao destino, todas aquelas caixas para descarregar, depois desempacotar, posicionar os móveis em seus lugares, decorar, organizar a rotina etc., etc. Ufa! Em alguns casos, esse é um processo que dura semanas antes que se esteja definitivamente estabelecido no novo local.

Mas esse momento posterior à mudança será tratado em outro post. Por ora, esperamos que essas informações ajudem-no a encarar o “dia D” com eficiência, produtividade e bom humor. E que a chegada ao próximo momento de sua vida (que seja definitivo enquanto dure, para parafrasear o poeta) seja carregado de energia positiva e muita alegria. Então, entre de uma vez e sinta-se em casa!

Não deixe, porém, de acompanhar a próxima etapa desta nossa série sobre como organizar a mudança. Aliás, se não leu a primeira ainda, sobre o “antes” de todo esse processo, ainda dá tempo de conferir. É só clicar aqui e aproveitar. Até a próxima.