Dicas Práticas

Tendências em decoração 2020: móveis multifuncionais

Nosso dia a dia não anda apenas mais corrido; ele está ficando mais estreito. Não no sentido de que as possibilidades da vida estão rareando. Nada disso. Ocorre que estamos vivendo em espaços cada vez menores.

Pode não ser o seu caso, mas a tendência aponta para uma constante diminuição dos metros quadrados. No mercado imobiliário, esse movimento se traduz na oferta (e procura) cada vez maior de apartamentos compactos.

Algumas razões para isso são a densidade demográfica que sufoca as cidades, os altos custos envolvidos na execução de projetos imobiliários (entenda como a “conquista da casa própria”) e também a predileção de uma geração de pessoas por morar sozinhas — quando muito, constituem pequenas famílias.

Há, inclusive, uma variação radical dessa tendência: o chamado movimento tiny house, que é a opção por viver em verdadeiros cubículos (mas sem abrir mão do conforto, é bom que se diga).

Em todo esse contexto, um elemento se sobressai, por indispensável para a sua consecução: os móveis multifuncionais.

Não se trata de uma ideia nova, considerando que muita gente já conviveu com os clássicos sofás-cama. O que faz disso uma tendência neste ano de 2020 é que se atribuiu funções extras ao mobiliário padrão, como é o caso do citado bicama.

Além disso, novos itens surgiram com o objetivo de superar o desafio do aproveitamento de espaço em nossas moradias cada vez menores, além de agregar funcionalidade e estilo às tarefas do dia a dia.

Sendo assim, vamos conhecer alguns móveis multifuncionais que talvez sejam exatamente o que você estava procurando para resolver o seu problema de espaço. Confira.

Armário com porta de vidro

A famosa cristaleira do tempo de nossas avós está de volta. Só que a tradicional peça de mobília não fica mais restrita à sala de jantar, onde antes permanecia impávida.

Embora o moderno armário com porta de vidro mantenha esse apelo decorativo, pela visibilidade que proporciona, seu resgate nos dias atuais se deve à versatilidade, alcançada pela oferta de modelos com tamanhos e espessuras variados.

O objetivo é permitir que o armário assuma funções práticas na cozinha, como repositório de ingredientes, louças e utensílios. Migrando para a sala de estar, o mesmo móvel troca de figurino para servir como estante de livros, expositor de objetos decorativos e até mesmo oratório.

Pufes

Os pufes são peças curingas por definição. Originalmente um objeto cúbico, atualmente tem pufe de todo jeito: pequeno, grande, “esparramado”, com pés…. Enfim, ele não mais destoa da decoração nem parece um estorvo fora de moda, o qual sentimos ganas de despachar.

Os benefícios, por outro lado, continuam os mesmos. Entre as aplicações, podemos usar pufes como banquetas para receber os amigos, quando estes excederem o número regulamentar de assentos; como mesa de apoio para o sofá enquanto relaxamos assistindo à tevê, ou mesinha de centro, sem que isso comprometa demais a circulação de pessoas pela sala.

(Neste post você tem mais algumas ideias de como usar o pufe na decoração do apê. Não deixe de conferir).

Baú

Outro móvel “das antigas”, o baú resistiu à passagem do tempo e das tendências decorativas beneficiado pela versatilidade. Sem contar que o neto das velhas arcas do tesouro tem um apelo pop que agrada aos residentes mais descolados.

Quando se trata de colocar a mão na massa e não apenas exibir os dotes estéticos, o baú mostra a que veio: fica bem como mesa de centro, com a adição de oferecer um espaço para guardar livros e outros itens que estejam sobrando, e também ao pé da cama, para guardar o enxoval.

Mas não se atenha unicamente a esses usos: o baú está aí para o que der e vier.

Banquetas

Os adeptos de estilos decorativos mais despojados têm um aliado nas banquetas, esses itens de marcenaria simples e muito práticos. Primeiro, porque basta pintar com a cor desejada para integrá-las com facilidade ao layout do ambiente.

Segundo porque é um objeto de apoio útil no dia a dia. Você pode usá-la para acessar as prateleiras mais altas da cozinha ou o topo do roupeiro, para acomodar os amigos durante uma visita, como mesa de cabeceira no quarto e até como mesa de apoio na sala de estar.

É ou não é superversátil?

Aparador extensível

Quando as dimensões do seu apartamento impõem um desafio à organização doméstica, o jeito é partir para soluções radicais. Uma delas responde pelo nome de aparador extensível (chame-a de “aparador que vira mesa”, se quiser).

Esse móvel retrátil passa a maior parte do dia como um inocente aparador, posicionado junto à parede e ocupando um espaço ridículo da sala. Quando necessário, ele se transforma em mesa de jantar. De quebra, oferece um vão onde acomodar um ou dois pufes. Muito prático.

Vale dizer que existem aparadores que cumprem outras funções, como servir de home office, carrinhos de cozinha (estes, também, excelentes móveis multifuncionais) e mesas de canto.

Berço multiuso

Se o casal está esperando um bebê e preocupando-se com os móveis que deve adquirir, sabe que o berço não pode faltar. A questão é que a primeira cama da criança perde a sua função tão logo esta comece a crescer.

Prevendo essa dificuldade, alguns especialistas em marcenaria desenvolveram móveis multifuncionais especialmente para o quarto do bebê. Alguns deles podem ser desmontados e assumir outras funções com o tempo.

Assim, alguns berços viram cama de solteiro, cômoda e escrivaninha. Genial. Modelos menos engenhosos, mas igualmente práticos, reúnem em uma mesma peça o berço, a cômoda e o trocador, promovendo uma bem-vinda economia de espaço (e dinheiro, muitas vezes).

E poderíamos falar ainda das estantes, com suas aplicações na sala, na cozinha e na despensa, dos gaveteiros, que servem como mesas de cabeceira no quarto e de apoio ao sofá na sala, e mais uma série de outras soluções, o que demonstra o vigor dessa tendência dos móveis multifuncionais. Além daqueles já projetados com dupla (ou tripla) função, um pouco de criatividade no reaproveitamento de materiais é suficiente para organizarmos a vida com praticidade e estilo.

Para fechar, aqui vai um convite: não deixe de acompanhar a nossa série de posts sobre as tendências decorativas de 2020. Entre elas, vale a pena conhecer as novíssimas aplicações dos azulejos coloridos. Seja para renovar o ambiente, seja para alegrá-lo ou para deixá-lo com ar moderno e sofisticado, existem ideias para todos os gostos e bolsos. Vá lá e confira.